Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Titulação de Ideias #1 - Queimados

por Carlos Sá, em 21.05.15

A Queima das Fitas é um dos eventos mais aguardados por todos os estudantes universitários. Para uns significa a despedida, para outros, o festejar do fim do início de uma nova etapa.

A queima do Porto é considerada por muitos a maior e a melhor queima do país. Infelizmente ao longo dos últimos anos temos assistido a um degradar do seu conceito. Aquela que supostamente é uma festa universitária, tem-se tornado, aos poucos, numa espécie de festival de verão cujo objectivo máximo é atingir o maior lucro possível.

Aos olhos dos organizadores, os estudantes, para quem supostamente é organizada a Queima das Fitas, não são mais do que “apenas mais uns” participantes deste evento. Não se compreende sobre nenhum ponto de vista que tenha deixado de existir os bilhetes a preço de estudante. Um estudante paga hoje para entrar no queimódromo o mesmo que um não estudante. É compreensível?

Da mesma forma, os organizadores que dizem não terem fins lucrativos, exploram de forma inaceitável as barraquinhas, vendendo bebidas e afins a preços completamente deslocados da realidade. Quem perde com isto? Mais uma vez os estudantes, já que para quem “vem de fora” os preços praticados são bastante atrativos.

Um evento desta envergadura envolverá sempre custos bastante elevados. Aluguer do espaço, contratação de artistas, segurança etc, mas não se compreende sobre nenhum ponto de vista a exploração que se tem feito aos estudantes, principalmente nestes tempos de crise. Quem sai beneficiado com isto? Os estudantes não são com certeza.

A prioridade na educação corre o risco de vir a morrer por acidente tachovascular. Os estudantes da Academia do Porto merecem mais e melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:





Arquivo NC

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D